Engenheiro é preso por suspeita de racismo contra segurança de escola infantil

A Polícia Militar foi chamada, e testemunhas confirmaram as ofensas

Um engenheiro foi preso na Zona Sul de São Paulo por suspeita de racismo. A vítima é um segurança de uma escola infantil, vizinha à casa do suspeito. Os dois começaram a discutir na tarde de terça-feira (6) por causa do barulho dos alunos.

O segurança Delcio Joaquim Gonçalves, de 52 anos, trabalha em uma escola que fica no Campo Belo. Na tarde de terça, o engenheiro vizinho do local começou a discutir com ele e proferiu ofensas em relação à cor de sua pele.

A Polícia Militar foi chamada, e testemunhas confirmaram as ofensas. Todos foram levados para a delegacia, onde o engenheiro foi preso em flagrante por injúria racial. O crime é inafiançável, e se condenado pela Justiça, ele pode pegar uma pena de até três anos de prisão.

Para o diretor da escola, a prisão mostra que o preconceito independe da classe social. O engenheiro será transferido para a carceragem do 40º Distrito Policial, na Vila Santa Maria, na Zona Norte, onde ficam presos com nível universitário.

Fonte: g1, www.g1.com.br