Engenheiro homossexual é esfaqueado por vizinho que não aceita sua orientação sexual

“Ele disse: ‘isso é para você aprender a nunca mais olhar para um homem de verdade. E agora você vai morrer’”, descreveu o rapaz, em entrevista para o Jornal ABCD Maior

O engenheiro elétrico Rodrigo Mariano Miguel, de 33 anos, foi vítima de Wanderson Pacheco de Oliveira, na última semana, em São Bernardo do Campo. O motivo seria a homossexualidade do profissional.


Rodrigo voltava do supermercado, na terça-feira (10), e, enquanto esperava o elevador de seu prédio, foi agredido com uma pancada na nuca dada por Wanderson. Ele ficou internado até a segunda-feira (16), no PS Central da cidade, e já foi liberado.

“Ele disse: ‘isso é para você aprender a nunca mais olhar para um homem de verdade. E agora você vai morrer’”, descreveu o rapaz, em entrevista para o Jornal ABCD Maior.

Os médicos que atenderam e realizaram a cirurgia no engenheiro, que estava à procura de um emprego, revelaram que ele quase ficou paraplégico após o ataque.

“Enquanto isso, Wanderson está livre”, desabafou Rodrigo. O criminoso foi levado para a delegacia, onde foi registrado um Boletim de Ocorrência como “lesão corporal”. Porém, ele foi liberado no dia seguinte.

Rodrigo revelou que as provocações começaram em novembro, no condomínio onde moravam, e chegou a registrar queixa contra o vizinho por atos homofóbicos: “me chamava de viadinho, bichinha”.

Wanderson morava com a parceira, Adriana Ferreira da Costa, com quem tinha brigas constantes. Momentos antes da agressão, não foi diferente: o casal estava em meio a uma discussão.

“Assim que passei pelo casal, ela perguntou se era isso que ele queria fazer. Ele disse que sim. Foi quando veio em minha direção e me acertou”, relatou o engenheiro.

Desde o último dia 11, nem o agressor e nem a companheira foram vistos. Ninguém sabe onde é possível encontrá-los, já que os dois se mudaram, na quarta-feira (11), sem deixar contatos.

Engenheiro faz publicação e ganha apoio de internautas na luta contra preconceito

 
Fonte: TERRA