Enteado confessa que matou pai adotivo por raiva

Carlos Rocha Barreto atacou o pai adotivo com vários golpes de marreta na cabeça

Um homem de 40 anos foi assassinado pelo enteado, de 20 anos, enquanto dormia em sua casa no bairro Jardim Miriam, zona sul de São Paulo, por volta da 1h desta quinta-feira. A polícia foi acionada pelo irmão do rapaz, mas quando o resgate chegou Felício Alexandre Benedicto já estava morto.

Carlos Rocha Barreto, que atacou o pai adotivo com vários golpes de marreta na cabeça, segundo a polícia, confessou o crime e disse que o fez porque sentia raiva da vítima.

O outro enteado de Benedicto, Paulo César, 18 anos, afirmou à polícia ter escutado barulhos de pancadas no quarto ao lado de onde estava e foi verificar o que acontecia. Ao entrar no cômodo, encontrou o irmão com a marreta na mão e o conteve. Paulo pediu ajuda aos vizinhos, que chamaram as autoridades.

Carlos Barreto foi detido no local e encaminhado à carceragem do 26º DP. A polícia suspeita que Barreto sofre de problemas mentais, fato ainda a ser comprovado por exame médico. Outra hipótese a ser confirmada é de que o enteado estava sob influência de efeito de álcool ou entorpecentes.

Fonte: Terra