Envolvida em nova polêmica, ex-amante de Tony Sales é acusada de encomendar roubo de jet ski

Envolvida em nova polêmica, ex-amante de Tony Sales é acusada de encomendar roubo de jet ski

Ladrão diz à PM que ia entregar jet ski roubado para Kamyla Simioni

Um homem foi preso na tarde desta terça-feira (7) com um jet ski furtado na traseira de um automóvel no bairro Planalto, região norte de BH.

Ao ser detido, o homem alegou que tinha cometido o crime a serviço da empresária Kamyla Simioni, que ficou famosa ao se assumir como amante do cantor Tony Sales, marido da dançarina Sheila Carvalho. Kamyla mora no condomínio onde o assaltante Belgrano Lopes Campos, de 32 anos, foi detido.

De acordo com a Polícia Militar, moradores do bairro Universitário, na região oeste, acionaram a polícia ao ver dois homens invadindo uma casa para furtar um carro que carregava a moto aquática.

O suspeito afirmou para os militares que o jet ski furtado era uma encomenda para a empresária, que iria pagá-lo cerca de R$ 1.000 pela "encomenda". Campos contou que ele e a jovem se conheceram em uma balada.

O advogado de Kamyla, Ércio Quaresma, negou qualquer envolvimento da cliente com o homem detido e alegou que os dois nunca se viram.

? Ela é uma empresária bem sucedida. Ele viu, certamente, onde ela mora, o que ela faz. Ninguém vai entregar um produto de furto em um ambiente que é monitorado por câmeras. Sem dúvida, ele estava sobre efeito de algum remédio. Ele quis aparecer e se deu mal.

Passado criminoso

A Justiça já conhece bem o nome de Kamyla Simioni. A empresária do ramo de planos de saúde responde há quase dois anos por associação ao tráfico de drogas, porte ilegal de arma e corrupção ativa.

A jovem foi presa em flagrante em março de 2012 e conseguiu a liberação no dia seguinte. Segundo o processo, Kamyla teria oferecido um revólver para policiais do Rotam da PM em uma estação de metrô, em troca da liberação de um ex-namorado, que havia sido preso com pinos de cocaína.

De acordo com a defesa da empresária, ela foi detida ao visitar o namorado na delegacia e teria sido ameaçada a confessar que teria oferecido a arma para os militares.

Fonte: r7