Equipe de televisão é feita refém enquanto fazia reportagem sobre assaltos em panificadora

Equipe de televisão é feita refém enquanto fazia reportagem sobre assaltos em panificadora

Padaria, em Curitiba, foi assaltada 38 vezes, segundo o proprietário. TV foi registrar alto número de crimes e também virou alvo dos criminosos

Uma equipe de reportagem foi feita refém por ladrões que assaltaram uma padaria, em Curitiba. O caso ocorreu na manhã desta terça-feira (15). A equipe tinha se deslocado para o local justamente para registrar que a padaria já havia sido assaltada 38 vezes em 16 anos. Repórter, repórter-cinematográfico e auxiliar foram rendidos com os funcionários por volta das 8h e ficaram sob a mira do revólver de um dos ladrões. A ação durou cerca de vinte minutos.

"Além de agressivos, eles são muito abusados. Ainda pediram um café com leite acompanhado de pastel e coxinha antes de dar voz de assalto e render todos que estavam aqui dentro", disse um dos proprietários, que preferiu não se identificar. Nas imagens é possível perceber que os assaltantes pegaram o dinheiro do caixa e colocaram em uma sacola. Além disso, pegaram cigarros e alimentos. "Um dos ladrões estava muito alucinado. Ele fez um dos clientes deitar no chão e disse que a gente ia ver um morto pela primeira vez na panificadora", contou.

Ninguém ficou ferido durante o assalto. Os ladrões fugiram com a chave do carro da reportagem, celulares e outros pertences.

O proprietário comentou ainda que outros comerciantes da região também reclamam da violência. "Tem um amigo nosso que tem um posto de gasolina aqui perto que também reclama direto de assaltos. Também tem uma farmácia que foi vítima dos ladrões recentemente. Isso é um descaso com a população. Eu cansei de chamar a polícia, por isso, desta vez, decidi anunciar o caso na imprensa, mas infelizmente eles também deram azar".

"Nós esperamos que autoridades maiores façam alguma coisa para resolver isso. Temos que trabalhar com segurança, e, principalmente, dar mais segurança aos nossos clientes", desabafou.

Segundo a Polícia Militar (PM), até as12h nenhum dos ladrões tinha sido preso.

Fonte: G1