Escola é arrombada em Jatobá e população relata falta de policiais

Segundo as pessoas, não existem policiais na cidade.

A Escola Municipal Francisco Luis, no Povoado Andrés na zona rural de Jatobá do Piauí foi arrombada no final de semana. A notícia foi denunciada nesta quinta-feira nas redes sociais, com pedido de socorro ao secretário de segurança do estado Fábio Abreu. De acordo com a publicação, no dia do ocorrido não tinha nenhum policial na cidade.

A assessoria de imprensa da prefeitura de Jatobá confirmou que a escola realmente foi arrobada. “Já virou rotina em nosso município. A escola Anita Gaioso, na Comunidade Bem Posta, já foi arrombada duas vezes. Depósitos de revendas de botijão de gás já foram arrombados em cinco comunidades diferentes do nosso município. Três aposentados e uma vendedora ambulante já foram assaltados, um deles, duas vezes. Uma agente de saúde foi assaltada, e uma pessoa assassinada no município, a professora Adriana Tavares. Nenhum dos crimes solucionados” diz nota.

A prefeitura esclareceu ainda que o município cumpre a parceria estado-município e cedeu um imóvel alugado para o funcionamento do GPM e ainda um funcionário administrativo e zeladora, e custeava a logística dos policiais como almoço e janta. Esclareceu ainda que o secretário Fábio Abreu reivindicou que o município cedesse um terreno para a construção de uma delegacia. O terreno foi cedido ainda no ano passado, mas o município não recebeu mais resposta a respeito da obra.

A assessoria da secretaria de segurança pública disse que existe um cronograma de execução de delegacias no estado e que Jatobá do Piauí vai entrar neste cronograma, mas não podia precisar o tempo. Sobre a falta de policias não foi informado.


Fonte: Com informações do Campo Maior em Foco