"Estava no ponto de tocar fogo", diz polícia sobre corpo encontrado

Corpo foi encontrado no Torquato Neto, zona Sul de Teresina.

Na terça-feira, dia 21 de junho,  policiais militares da Companhia Independente do Promorar encontraram um corpo em terreno baldio na região do bairro Torquato Neto, zona sul de Teresina. Próximo ao corpo havia uma motocicleta parcialmente desmontada de placa de Águas Lindas de Goiás, com registro de roubo, além de um carrinho de mão e cabos de fiação.

"Recebemos uma ligação anônima via Copom, dizendo que se encontrava um corpo carbonizado e uma motocicleta no local. É uma região muita extensa, com muito mato e foi difícil encontrar esse corpo e já quase desistindo, chegou outra viatura e foi aí que conseguimos localizar o corpo que estava coberto com mato seco que  já deixaram no ponto de tocar fogo, e a moto ao lado. Nós desconfiamos que esse informe [a denúncia] está muito preciso, e a gente imagina que o cidadão que ligou foi o mesmo que praticou o crime", afirmou o cabo Ribamar, lotado na Companhia Independente do Promorar.

Local onde o corpo foi encontrado
Local onde o corpo foi encontrado

O delegado Higgo Martins, da Delegacia de Homicídios, que investiga o crime, falou sobre o caso. "A pericia esteve no local juntamente com uma equipe da Delegacia de Homicídios. A papiloscopia foi acionada em razão de nós termos encontrado alguns objetos, inclusive uma motocicleta no local, e nós fizemos isso para colher alguma digital para saber quem é o autor desse crime que pode ter sido homicídio ou crime correlato, que está aqui com relação ao veículo que foi encontrado”, afirmou.

De acordo com o delegado, o corpo apresentava marcas de violência. “A pericia, como já citei anteriormente, veio ao local e constatou visualmente algumas lesões provocadas tanto por instrumento de arma branca, assim como pérfuro-contundente. Foram apreendidas algumas pedras que tinham manchas de sangue e o instrumento de arma branca não foi localizado. O cadáver se encontrava despido, estava amarrado com fios que estão aqui próximo do carinho de mão que era da vítima”, acrescentou.

Ainda segundo o delegado, a vítima, conhecida popularmente como “Sorriso”, era morador da região. “Segundo informações de populares, ele atendia pelo nome de 'Sorriso', era morador daqui da região e foi visto na companhia de uma outra pessoa na noite de segunda-feira, empurrando o carro de mão. As investigações agora se relacionam a isso, a identificar quem era essa outra pessoas com ele [ a vítima] estava”, concluiu.



Fonte: Portal Meio Norte