Estelionatários pretendiam aplicar golpe de R$ 400 mil no Piauí

Os dois são do MA e usavam nome falso para atuar no Piauí.

Dois homens identificados como Natanael Mendes Ferreira,  vulgo "Natan" e Mailson José Holanda de Sousa, naturais do Maranhão, foram presos acusados de aplicar vários golpes na cidade de Piripiri, a cerca de 164 km de Teresina. Os estelionatários ofereciam vagas de empregos em 'obras' na região Sudeste, Pernambuco e Piauí. Além disso, cobravam de R$ 380 ou R$ 400 para "cadastro" por cada pessoa.

De acordo com o delegado regional Jorge Terceiro, os dois contratavam pessoas para procurar pessoas interessadas nas supostas 'oportunidades de emprego'. Os encarregados de conseguir os trabalhadores, no entanto, desconfiaram a resolveram procurar a polícia da cidade que realizou diligências e conseguiu prender a dupla que estava em posse de várias cafeterias de trabalho.

"Logo que fomos informados do fato já saímos em diligência, identificamos e localizamos a dupla que ainda estava na cidade. Em poder deles foram encontradas dezenas de carteiras de trabalho de vítimas e crachás com nomes falsos usados pela dupla", afirmou o delegado.

Segundo Jorge Terceiro, os estelionatários usavam nomes falsos na hora de aplicar os golpes e pretendiam renuir pelo menos mil trabalhadores. Um dos golpes seria no valor de R$ 400 mil. As vítimas, sem saber de nada, achavam que iriam trabalhar em construções ou reformas nos aeroportos de Teresina e Parnaíba, no litoral. 

"Mailson, por exemplo, usava um cartão tipo crachá impresso com o nome "ricardo fortes" com o qual se identificava para as vítimas, crachá este de uma empresa "Nk" que seria de propriedade do outro estelionatário Natanael", declarou. 

 Natanael Mendes Ferreira,  vulgo "Natan" e Mailson José Holanda de Sousa
Natanael Mendes Ferreira, vulgo "Natan" e Mailson José Holanda de Sousa




Fonte: Portal Meio Norte/ Com informações do Piripiri40graus