Estourado cativeiro vigiado por uma criança

Vítima mantida refém por dois dias conseguiu fugir. Ela era jurada de morte.

A polícia estourou nesta quinta-feira (10), em Jundiaí, a 65 km de São Paulo, um cativeiro no Morro São Camilo, um dos bairros mais violentos da cidade. O local era vigiado por uma criança de 10 anos armada com uma metralhadora, segundo a vítima mantida refém.

A vítima, um caseiro de uma chácara na cidade de Várzea Paulista, era jurado de morte após ter se envolvido em uma briga. Ela participou do ?tribunal do crime?, foi julgado e condenado à morte. O caseiro conta que durante o tempo que ficou no cativeiro apanhou, foi humilhado e arrastado no asfalto.

Ele conseguiu escapar antes da sentença ser cumprida, quando percebeu a fuga dos bandidos assustados com a aproximação policial. A vítima poderá ajudar a polícia na investigação de uma série de assassinatos na região.

Fonte: g1, www.g1.com.br