Estrangeiro é preso acusado de estuprar 2 meninas por R$ 100

Estrangeiro é preso acusado de estuprar 2 meninas por R$ 100

Estrangeiro foi flagrado fazendo carícias em duas garotas, de 11 e 12 anos, no mar da Praia do Náutico, em Fortaleza.

Um italiano de 69 anos foi preso ontem em flagrante acusado de estupro de vulnerável. Segundo a Polícia Militar, o homem estava com duas meninas, de 11 e 12 anos, na Praia do Náutico, em Fortaleza.

A prisão foi realizada por policiais do Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur). Segundo o comandante do BPTur, coronel Cláudio Mendonça, o italiano, Gean Paolo Mendola, estava com as duas meninas no mar. ?Os policiais perceberam que ele estava mandando a menina fazer poses eróticas e que elas estavam sendo acariciadas?, conta o coronel. O italiano teria oferecido R$ 100 para uma das meninas. Em troca, elas deveriam permitir que ele as tocasse.

Os policiais foram acionados por um homem que faz passeios de caiaque na praia e presenciou o crime. ?Eu ainda cheguei perto e perguntei se ele não tinha vergonha. Ele ficou todo errado e tentou disfarçar quando viu os policiais?, narra o rapaz.

?Ficamos observando de longe para prendê-lo em flagrante?, diz o soldado Tomé de Sousa, um dos policiais que prenderam o estrangeiro. O italiano alegou à Polícia que acreditava que as meninas tinham 19 anos.

As vítimas e o acusado foram ouvidos na Delegacia de Combate à Exploração de Crianças e Adolescentes (Dceca), no bairro São Gerardo. De acordo com a delegada titular, Ivana Timbó, Gean Paolo negou em depoimento que tenha cometido estupro de vulnerável. ?Ele (italiano) nega veementemente que tenha abusado delas?, diz a delegada. Porém, segundo Ivana, as adolescentes confirmaram as versões apresentadas pelas testemunhas e pelos policiais. ?Foi caracterizado o crime?, completa Ivana.

Uma terceira garota, de 12 anos, que estava com as vítimas, também prestou depoimento. Ela não sofreu abuso, segundo Ivana. As meninas não deram informações sobre onde residem nem contato de familiares. Elas foram encaminhadas ao Conselho Tutelar.

O advogado do italiano, Alfredo Ricardo, diz que tudo foi um ?mal-entendido?. ?As três meninas o envolveram nisso. Um rapaz, que deve ser amigo delas, ainda o agrediu. Ele que é a vítima?, defendeu. O acusado foi encaminhado para a Delegacia de Capturas, no Centro.

Fonte: O Povo