Estudante de odontologia foi morta em canavial após criança desafiar o assassino

Estudante de odontologia foi morta em canavial após criança desafiar o assassino

Lima e Camila estavam amordaçados, deitados com o rosto para o chão e as mãos amarradas

De acordo com depoimento de Murilo Lima, 19 anos, namorado da estudante de odontologia Camila Mozer Pires Machado, 20 anos, assassinada depois de ter sido sequestrada na madrugada deste domingo em Ourinhos, a 370 km de São Paulo, os disparos que mataram a jovem só aconteceram porque o adolescente que acompanhava os sequestradores desafiou aquele que seria o autor dos disparos.

Ele contou para a família e para policiais civis de Cambará (PR), onde o caso foi registrado, e de Ourinhos que, depois que o sequestradores tomaram todos os pertences do casal - tênis, relógio, carteira, celular e outros objetos de valor -, ele ouviu o homem dizer que estava na hora de ir embora. Em seguida, ouviu o adolescente perguntar: "Você não vai atirar? Não disse que era o matador?". Lima e Camila estavam amordaçados, deitados com o rosto para o chão e as mãos amarradas. O jovem relatou que ouviu o homem carregar a arma e disparar, primeiro nele, depois novo carregamento e outro disparo, que atingiu Camila.

Após ouvir o carro partir, Lima teria conseguido se levantar e, mesmo ferido no braço direito com o tiro que pegou de raspão, procurou ajuda com moradores próximos do local. Ele ainda ajudou os policiais a localizarem o corpo de Camila, já sem vida no canavial. Segundo o depoimento, os dois sequestradores têm idade entre 30 anos, e o adolescente, aproximadamente 12 anos.

Depois de dar os primeiros depoimentos para os policiais ainda no hospital, o jovem foi sedado e só compareceu no velório cerca de uma hora antes do sepultamento. O médico Antonio Mozer amparou o garoto até próximo do corpo da filha. "Ele é bastante querido da família e, apesar de o namoro ser recente, ele frequentava a casa Camila", contou a amiga da família Ana Beatriz Leondi.

A estudante do segundo ano de Odontologia havia voltado na última semana para a casa dos pais, com o início das férias na faculdade.

Fonte: Terra