Jovem denuncia à polícia ex-namorado por estupro e tortura

Jovem denuncia à polícia ex-namorado por estupro e tortura

Thaís Pordeus contou ter sido agredida e violentada pelo emprsário quando o casal viajou ao Paraguai e Argentina no final de semana.

A estudante de medicina Thaís Pordeus Leite Costa, 22 anos, denunciou à Polícia Civil de Maringá (PR), na semana passada, o empresário Jimmy Levy Barbosa Jr., 41 anos, ex-namorado dela, por estupro, tortura e lesão corporal. Ambos são do Acre, sendo que o empresário, filho de uma família influente do Estado, mora em Rio Branco, e a jovem em Maringá, onde estuda numa universidade particular.

Durante interrogatório prestado na 9ª Subdivisão Policial, Thaís Pordeus contou ter sido agredida e violentada pelo emprsário quando o casal viajou ao Paraguai e Argentina no final de semana. A estudante disse que começou a ser agredida após Jimmy Levy Barbosa Jr. ter lido em seu celular uma mensagem enviada por um amigo com quem ela havia se relacionado.

Após a descoberta, o empresário teria forçado a jovem a manter relações sexuais contra a vontade dela. O estupro teria sido registrado em vídeo e fotos. Ela relatou ter sido agredida com tapas, socos e cotoveladas. Além disso, o empresário usou uma máquina elétrica, comprada no Paraguai, para aplicar choques no pescoço e nas pernas da vítima.

As agressões não cessaram após o casal regressar para Maringá, na segunda-feira (15). A universitária contou à polícia ter desmaiado após ter o pescoço torcido pelo ex-namorado e de ter sido novamente vítima de socos e tapas para que permitisse o acesso dele ao perfil dela na rede social Facebook.


Estudante denuncia ex-namorado por estupro e tortura

Segundo a estudante, o empresário Jimmy Levy Barbosa Jr teria ameaçado os irmãos e a mãe dela caso o denunciasse à polícia. O empresário chegou a ocupar o apartamento dela e a se recusar a sair do mesmo.

A Polícia Civil de Maringá intimou o empresário e abriu inquérito para investigar as acusações de estupro, lesão corporal e crimes contra a pessoa. O empreesário negou todas as acusações. Ambos foram submetidos a exame de corpo de delito no Instituto Médico-Legal da cidade.

Fonte: Terra