Estudante é detido durante manifestação no Senado Federal

Confusão aconteceu após aprovação do Código Florestal em comissão


Estudante é detido durante manifestação no Senado
Um estudante da Universidade de Brasília (UnB) foi detido nesta terça-feira (8) durante uma manifestação no Senado contra o Código Florestal, legislação que cria novas regras de preservação ambiental em propriedades rurais.

A polícia do Senado afirmou que usou arma de choque em Rafael Pinheiro Rocha, estudante de biologia da UnB, para contê-lo durante o protesto.

Rafael não deu declarações ao final do depoimento e disse que não estava se sentindo bem. O estudante prestou depoimento e foi liberado por volta de 15h30, acompanhado do pai.

O Código foi aprovado em reunião conjunta da Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT) e da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) do Senado.

O estudante de antropologia da UnB Caio Miranda Pires estava no momento da confusão e mostrou a ocorrência registrada na Delegacia do Senado. De acordo com o depoimento prestado, Caio protestava contra o Código quando foi abordado por um policial. O estudante diz ter chamado o agente de "ladrão porque defendia ladrão".

O policial então teria dado voz de prisão ao estudante, que resistiu. Conforme o depoimento, outro colega, Rafael Pinheiro Rocha, teria tentado apartar quando foi atingido por uma arma de choque e caiu no chão.

O diretor da Polícia Legislativa do Senado, Pedro Ricardo Araújo Carvalho, afirmou que Rafael Pinheiro Rocha será indiciado por desobediência e resistência. Conforme a versão da polícia, o estudante teria dado socos e pontapés nos policiais.

"Não houve abuso da Polícia Legislativa, se tivesse havido, o estudante teria representado contra nós e ido ao IML. Ele não quis fazer isso e admitiu em depoimento que estava exaltado", afirmou o diretor. Segundo ele, a arma de choque foi necessária para evitar "confronto corporal entre o jovem e a polícia".

Carvalho destacou ainda que os policiais foram ameaçados de agressão pelos estudantes. "De todo modo, vou ouvir o chefe da operação para verificar se houve algum procedimento errado da nossa parte. Se tiver havido, abriremos processo administrativo", disse.

Código Florestal

Sob o protesto de estudantes e de pequenos produtores, o texto-base do projeto de reforma do Código Florestal foi aprovado, mas ainda serão analisados os destaques ao texto, em reunião a ser realizada nesta quarta (9).

A única a votar contra o texto-base foi a senadora Marinor Brito (PSOL-PA). Após a confusão com entre estudantes e Polícia do Senado, a senadora ofereceu um advogado ao manifestante detido.

Fonte: G1