Estudante é indiciado por trote violento que terminou em coma alcóolico em São Paulo

A polícia abriu inquérito para investigar os autores da agressão, ocorrida no primeiro dia de aula

Um universitário foi indiciado nesta terça-feira (10) por lesão corporal dolosa contra um calouro do curso de veterinária da Faculdade Anhanguera na cidade de Leme, a 188 km de São Paulo.

Bruno César Ferreira acabou no hospital em coma alcoólico. Ele se recupera na casa dos pais, em Iracemópolis. As marcas no corpo mostram a violência no trote. "Teve fezes de animais e animais em decomposição e esfregaram na gente. Fizeram a gente beber pinga", conta.

A sessão de humilhação desta segunda-feira (9), fotografada pelos veteranos, foi parar na internet.

A polícia abriu inquérito para investigar os autores da agressão, ocorrida no primeiro dia de aula. O estudante indiciado deverá ser chamado nos próximos dias para ser ouvido. "Chamaremos a vítima para fazer o reconhecimento desse suspeito para saber se ele participou do crime", disse o delegado Fernando Teixeira Bravo.

O pai do estudante Bruno, Paulo Sérgio Ferreira, teve que ir buscá-lo no hospital.

?Ele apanhou com chicote. Não sei quem foi o autor da pancada, mas ele tem lesão no braço e nas costas. Ele também tem dor no corpo todo. A impressão que dá é de que e ele foi jogado numa vala de esgoto, porque ele estava num mau cheiro total. Não sei nem o que falar?, relatou, emocionado, o representante comercial Paulo Sérgio Ferreira.

Sindicância

A região é conhecida por atrair estudantes de todo o país para universidades públicas e particulares, mas um trote como esse não é comum. A Faculdade Anhanguera informou, por meio de nota, que repudia qualquer tipo de agressão e que vai abrir sindicância para apurar os responsáveis. Os alunos poderão ser expulsos.

Fonte: g1, www.g1.com.br