Estudante sofre tentativa de estupro dentro de banheiro no campus da USP

O agressor cobriu a boca da vítima com a mão, na tentativa de evitar que ela gritasse.

Uma aluna de Engenharia de Produção da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP) sofreu uma tentativa de estupro na manhã de terça-feira dentro de um banheiro da faculdade, no campus Butantã, zona oeste da capital paulista. Segundo o boletim de ocorrência, o ataque ocorreu entre as 7h e 8h. A vítima se dirigiu ao banheiro feminino do primeiro andar do prédio da Engenharia de Produção e percebeu que um dos boxes estava trancado. Havia outras mulheres no local. Quando elas saíram, a porta do boxe se abriu e a aluna foi puxada. O agressor cobriu a boca da vítima com a mão, na tentativa de evitar que ela gritasse. A estudante conseguiu reagir com cotoveladas e o estuprador fugiu correndo. As informações foram publicadas no jornal O Estado de S. Paulo.

A Polícia Militar foi acionada, mas o agressor não foi localizado. A vítima informou acreditar que o agressor não fosse aluno da USP, pois estava com as roupas sujas. É investigada a possibilidade de o criminoso trabalhar em uma obra no prédio. "Relatos de estupro no campus são raríssimos. Até pela quantidade de pessoas que circulam no local", afirmou o delegado titular do 93º Distrito Policial, Celso Lhaoz Garcia. Ele disse que a vítima não apresentava lesão aparente. Ao longo do dia, houve manifestações de solidariedade à vítima. A assessoria de imprensa da USP afirmou que há segurança privada no campus, mas no interior dos prédios a vigilância é de responsabilidade de cada unidade. Ainda está em vigor o convênio com a Polícia Militar de São Paulo, firmado há dois ano. A assessoria da Poli, procurada à tarde, não tinha informações sobre o caso e afirmou que a diretoria se pronunciaria nesta quarta-feira.

Fonte: Terra