Aluno afirma que "faculdade não toma providência"; veja!

Aluno afirma que "faculdade não toma providência"; veja!

Duas alunas da faculdade Camilo Filho foram sequestradas nesta quinta-feira na zona Leste

As faculdades da zona leste de Teresina estão sendo alvos de assaltantes, arrombadores e sequestradores. Duas irmãs, que são universitárias, foram feitas de reféns no próprio carro nesta quinta-feira, 19, quando estacionavam no Jóquei. Juntas, foram pressionadas a seguirem até uma agência bancária quando, no trajeto, bateram o veículo. Por fim, todos os pertences das irmãs foram levados pelos sequestradores.

Procuradas pela Rede Meio Norte, as irmãs preferiram não gravar entrevista. Na tentativa de reverter a situação, estudantes amigos das irmãs estão criando um movimento. ?Todos os dias a gente sabe de coisas que aconteceu com alguém. É complicado! Pois a faculdade não toma nenhuma providência.?

Como medida preventiva os estudantes estão andando coletivamente visando coibir a ação dos bandidos. Na manhã desta sexta-feira, 20, dezenas de estudantes foram à faculdade onde elas estudam e exigem providências da direção da instituição e da Polícia Militar.

?A gente chega na faculdade e não tem nenhuma segurança e nem nas proximidades é possível encontrar a Polícia Militar?, afirma uma estudante.

Para o coronel Márcio Oliveira a faculdade privada tem que ter uma preocupação, não só com a área interna mas também nas adjacências da faculdade. ?Tem que ter iluminação da área, colocação de câmera digitais, vigilantes na área externa, sistema de catraca, acesso restrito a estudantes?, afirmou o coronel Márcio assegurando que o serviço da polícia na parte externa é feito. ?O policiamento ostensivo é feito. Lógico que a gente não pode destacar uma viatura para ficar aqui?, conclui.

Fonte: Denison Duarte