Estuprador fingia ser mulher para atrair menores pela internet

Estuprador fingia ser mulher para atrair menores pela internet

Marcos Paulo se identificava com o prenome de Jéssica, em salas de bate-papo

Policiais da 62ª DP (Imbariê) prenderam, nesta quinta-feira, dois homens acusados de cometer crimes de estupro na Baixada Fluminense. Marcos Paulo Santos da Costa, de 30 anos, é acusado de se passar por mulher para atrair menores pela internet. De acordo com o delegado Hilton Pinho, Marcos Paulo se identificava com o prenome de Jéssica, em salas de bate-papo. Em seguida, marcava um encontro, em sua casa, com meninos, na faixa de 13 a 15 anos, a fim de que eles tivessem uma aventura sexual com Jéssica. Na residência, localizada em Imbariê, o acusado acabava abusando sexualmente dos garotos.

O estuprador chegou a tatuar uma pinta, na mão de uma de suas vítimas. Segundo o delegado, três menores foram atacados por Marcos nos últimos meses. Ele teve a prisão decretada pela Justiça de Duque de Caxias e acabou sendo preso em casa. Segundo a polícia, Marcos Paulo estava em liberdade condicional por abusar sexualmente de menores em Guarulhos, São Paulo.

Os policiais da 62ª DP também prenderam Willian Douglas Gomes da Silva, de 31 anos. Contra ele havia um mandado de prisão, expedido pela Justiça de Duque de Caxias. Willian havia sido condenado pela 2ª Vara Criminal da cidade a uma pena de nove anos de prisão, por ter cometido três estupros no município.

A mesma equipe de policiais havia feito outras duas prisões, na última quinzena de junho, de pessoas acusadas de cometer crimes contra menores. Uma das prisões foi a de uma babá, detida no Paraná, denunciada pela tortura até a morte do menino Pedro Fabri, de 7 anos. O crime ocorreu em 2006. O outro caso foi o de um homem, preso na Zona Sul do Rio, acusado de violentar oito crianças.

Fonte: G1