Estuprador é morto a pauladas e pedradas na cabeça em THE

A família também acredita que a motivação tenha sido vingança

A Polícia de Timon apura o caso ex-presidiário Antonio Marcos da Silva Sousa, de 37 anos, conhecido como Robozinho, que foi morto a facadas e pedradas na noite de sábado, no bairro Cidade Nova. O linchamento ocorreu após às 23h, na rua onde morava.

Segundo o delegado Sebastião Wagner Bezerra, de plantão na Central de Flagrantes de Timon, a vítima tinha várias passagens pela polícia. Recentemente foi solto da Penitenciária Jorge Vieira, e já respondeu a inquéritos por assaltos e estupro. Até mesmo seus familiares tentavam se distanciar de Robozinho, que era considerado muito violento e constantemente fazia uso de drogas. ?Foi uma alívio para a família. Ele não respeitava nem a mãe?, declarou delegado Wagner.

A família também acredita que a motivação tenha sido vingança. ?Eram pessoas que tinham alguma relação de rixa com o morto, que conheciam ele?, comentou o delegado. Ele revelou que a polícia já identificou um dos suspeitos, que pode ser capturado a qualquer momento. O caso será encaminhado para o 1º Distrito, onde as investigações terão prosseguimento.

As primeiras informações dão conta que Robozinho foi abordado por um desafeto que, junto de outros companheiros, passaram a agredir a vítima. Após ser golpeado com várias facadas, Antônio Marcos ainda sofreu mais de dez pedradas na cabeça e no corpo. Os ferimentos causaram a morte no local. Pelo menos sete pessoas participaram do linchamento

Fonte: Mateus Noronha, Jornal Meio Norte