"Eu fui pescar", diz homem suspeito de fugir com dinheiro da noiva

"Eu fui pescar", diz homem suspeito de fugir com dinheiro da noiva

Mulher havia dito à polícia que ele fugiu com R$ 19 mil, carro e moto

O pedreiro Antônio Mondim, de 47 anos, suspeito de fugir com R$ 19 mil, um carro e uma moto da sua noiva, às vésperas do casamento, apresentou-se nesta quarta-feira (21) no 3º Distrito Policial de Ribeirão Preto, a 313 km da capital paulista, para prestar esclarecimentos.

Ele negou as acusações feitas por sua noiva, que registrou boletim de ocorrência na última sexta-feira (16), afirmando que passou o dia em um salão de beleza se preparando para o seu casamento, que aconteceria no sábado (17), e, quando voltou para casa, percebeu que as roupas do companheiro haviam sumido do armário, junto com os seus bens.

?Eu fui pescar?, disse o pedreiro na saída da delegacia. Em seu depoimento, Mondim afirmou que havia discutido com a noiva no dia anterior ao casamento e que teriam desistido da cerimônia. Também disse que pegou o dinheiro pensando que havia ali apenas a sua parte e que o carro é seu e a moto foi comprada em conjunto pelo casal.

A noiva esteve na delegacia e se reuniu com Mondim. A mulher saiu bastante abalada, sem falar com a imprensa. Apenas respondeu quando questionada sobre a falsidade das acusações: ?eu jamais faria uma coisas dessas?. Por telefone, a noiva disse que não sabe o que irá fazer e que não pode falar sobre o assunto no momento.

De acordo com o delegado Eurípedes Stuque, o casal irá a um cartório registrar um acordo sobre os bens. A mulher deve voltar à delegacia para dar o seu depoimento. Segundo o delegado, o inquérito já está aberto e, caso for constatado que não houve o roubo, ela poderá responder por falsa comunicação de crime. Ao contrário da noiva, o pedreiro saiu tranquilo da delegacia. Perguntado se haveria casamento, respondeu, rindo: ?Eu a amo?.

Fonte: futurecom