"Eu vim para te matar", disse homem que matou 2 em bar

O crime aconteceu na terça-feira (18) por volta das 17h.

Image title

Antes de matar Gustavo Henrique de Matos, de 26 anos, o assassino disse a ele que teria ido ao bar em Realengo, zona oeste do Rio, para executá-lo. Segundo testemunhas, ele teria dito: "Gustavo, eu vim para te matar". A vítima seria integrante de uma quadrilha que pratica roubos e assassinatos na região. O crime aconteceu na terça-feira (18) por volta das 17h.

Caio Alan de Almeida, de 23 anos, também morreu. Ele era funcionário do bar Sem Comparação e filho do antigo dono do estabelecimento que foi vendido há um mês. O garçom saía do local em direção ao carro, no fim do expediente, no momento em que Gustavo era executado e foi atingido por um dos tiros. Ao menos sete disparos foram feitos. 

Familiares e amigos afirmam que Caio era "uma pessoa muito boa" e que deixou um filho pequeno. O avô do garçom morreu no último domingo (16).

A Divisão de Homicídios já esteve no local e vai analisar as imagens de segurança do bar. As câmeras de segurança de outros locais da região não registraram o momento do crime.


Fonte: r7