Evandro Rodrigues: "As promoções acontecem por meio de um "estelionato" com parceria do governo do Estado"

Evandro Rodrigues: "As promoções acontecem por meio de um "estelionato" com parceria do governo do Estado"

Há denúncias dentro da corporação que policias recebem promoções e títulos por participarem de velórios e desfiles solenes como o do dia 7 de setembro

A Polícia Militar do Piauí (PM) decidiu não realizar a paralisação que estava prevista para esse sábado (21) na espera que o governo atenda suas exigências, em razão da falta de critérios mais objetivos para promoções realizadas dentro da PM, mas todo o efetivo se encontram revoltados e desestimulados com a situação.

Há denúncias dentro da corporação que policias recebem promoções e títulos por participarem de velórios e desfiles solenes como o do dia 7 de setembro. O Ministério Público (MP) entrou no processo com medo de não haver mais hierarquia dentro da polícia.

O capitão Evandro Rodrigues, presidente da Associação Oficiais da PM e Bombeiros Militares, falou ao meionorte.com sobre o assunto, na tarde dessa sexta (20), "As promoções acontecem por meio de um "estelionato" com parceria do governo do Estado. O MP tem receio quanto a hierarquia que existe dentro da PM, uma vez que policiais mais jovens estão comandadando policiais mais velhos e que trabalham a mais tempo" disse Evandro Rodrigues.





De acordo com o capitão foi lançando um projeto de lei do grupo que faz o "Polícia Legal" para que o governo passe a ser mais objetivo nos critérios que avaliam os policias que iram receber títulos, premiações e promoções e aguardam a resposta do governo.

Fonte: Waldelúcio Barbosa