Ex-agente detido por proteger Menor.P é assessor do atacante Vágner Love

Luciano de Lima Fagundes Pinheiro, acusado pela PF de ter ligação com traficante da Maré, fez segurança de Vágner Love e tem relações com outros jogad

Em operação paralela à ocupação do Conjunto de Favelas da Maré, no Subúrbio do Rio, agentes da Polícia Federal prenderam neste domingo pelo menos três pessoas apontadas de terem ligação com o chefe do tráfico de drogas, Marcelo dos Santos das Dores, o Menor P. Entre eles, está um ex-agente penitenciário com trânsito livre no mundo de futebol. Luciano de Lima Fagundes Pinheiro, 35 anos, fazia a segurança e cuidava de assuntos pessoais de Vagner Love quando ele atuava no Flamengo, além de ter ligação próxima com diversos boleiros.

Luciano foi preso na operação chamada de Maioridade. Na manhã deste domingo, ele foi detido num condomínio de luxo na Barra da Tijuca. Segundo a Policia Federal, ele seria integrante da rede de proteção e informação de Menor P. Durante os anos em que se revezava entre o mundo policial e futebolístico, o ex-agente costumava dizer que era funcionário público.

Em entrevista ao jornal O Globo publicada em 2012, Luciano comentou sua relação e atuação com os boleiros. Segundo ele, antes de Love, teria assessorado o ex-lateral Athirson, o meia Felipe, e por mais de quatro anos ficou colado no Artilheiro do Amor, de quem era motorista e responsável por logística e até conselhos. Luciano se orgulhava em dizer que conheceu diversos países na Europa, mas que sua admiração maior era por Moscou.

- Conheci Alemanha, Itália, Espanha, Portugal, Inglaterra, França... Já fui aos EUA, são culturas que não conheceria ? disse o ex-agente penitenciário.

Luciano de Lima era figura frequente na Gávea no início de 2010 ? antes de Vágner Love deixar o Flamengo e seguir para Rússia ? e, voltou a aparecer em 2012, quando o Artilheiro do Amor retornou ao clube. No desembarque que marcou a volta do atacante, no Aeroporto Internacional Tom Jobim, o ex-agente preso fez a escolta do atleta, cena comum em viagens e deslocamentos de Love.

Nessa época, Luciano tinha trânsito livre no Flamengo. Acompanhava o dia a dia dos treinos no Ninho do Urubu, marcava presença em viagens da equipe e, por diversas vezes, ficou hospedado no mesmo hotel da delegação.

O ex-agente tinha boa relação com quase todos os jogadores ? entre eles, Ronaldinho Gaúcho - e conhecia bem os bastidores do clube. Ele tinha conhecimento de decisões do futebol e da presidência, e chegou a participar de discussões para ajudar a contornar crises nos corredores da Gávea.

No fim de 2012, Luciano participou da campanha da eleição presidencial de Patricia no Flamengo, mas com a derrota do grupo da ex-nadadora nas urnas, ele deixou de frequentar a sede - comparecendo apenas a alguns treinos no Ninho do Urubu. Com a saída de Love para a China, ele não apareceu mais no CT - e acabou se afastando também do atacante.

O traficante o qual, segundo a polícia, Luciano de Lima dava proteção, esteve envolvido em uma grande polêmica com Bernardo, do Vasco, depois de Daiane Rodrigues ? uma das namoradas do traficante Menor P ? ser levada para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, no dia 22 de abril de 2013.

Na ocasião, o delegado titular da 21ª DP (Bonsucesso), José Pedro Costa da Silva, disse que, no dia 21, Bernardo e Daiane foram sequestrados e torturados por traficantes. Wellington Silva, do Fluminense, também teve seu nome envolvido na confusão. De acordo com a polícia, os dois foram flagrados juntos na Favela Salsa e Merengue, no Conjunto de Favelas da Maré. De lá, teriam sido levados a uma casa no Morro do Timbau, também na região, onde foram agredidos e teriam recebido choques elétricos.

Bernardo disse, na época, que nada sofreu:

- Não fizeram mal nenhum comigo. Não sofri nenhum tipo de agressão.

Neste domingo, Daiane Rodrigues também foi presa durante a operação na Maré.


Ex-agente preso por proteção a traficante se dizia assessor de jogador

Ex-agente preso por proteção a traficante se dizia assessor de jogador

Fonte: GloboEsporte