Ex-deputado é condenado por abusar sexualmente de menor

A criança teria sido vítima de violência até os 13 anos, de acordo com o Ministério Público.

A Justiça do Pará condenou, nesta terça-feira (8), o ex-deputado estadual Luiz Afonso Proença Sefer a 21 anos de prisão por abusar sexualmente de uma menina de 9 anos. Ele respondia pelo crime em liberdade e teve também a prisão preventiva decretada. A decisão é da juíza Maria das Graças Alfaia Fonseca.

saiba mais

De acordo com a denúncia feita pelo Ministério Público, a garota vivia em Mocajuba (PA) e foi levada para a casa do ex-deputado, em Belém, em 2005, com suposto objetivo de fazer companhia a outra criança. Porém, ele passou a agredir e abusar da menina, que também era obrigada a ingerir bebida alcoólica.

A criança teria sido vítima de violência até os 13 anos, de acordo com o Ministério Público.

Durante depoimento à juíza, o ex-deputado negou o crime. Ele disse que a menina, levada para sua casa para estudar, teria feito as acusações para não retornar ao município de Mocajuba.

Além da pena de 21 anos de prisão em regime fechado, o ex-deputado foi condenado a pagar indenização por dano moral de R$ 120 mil.

Viagem

O advogado Osvaldo Serrão, que defende Sefer, afirmou ao G1 que vai recorrer da decisão. ?Estou impetrando um habeas corpus e vou recorrer da decisão. A decisão surpreende tecnicamente, porque vai contra as provas dos laudos, que são favoráveis ao meu cliente?, disse.

O advogado ainda ressaltou que o ex-deputado não está foragido. ?Sefer respondia ao processo em liberdade e ainda não sabe dessa sentença. Ele está viajando em pré-campanha. Ele estava legalmente solto e não precisava comunicar pequenos deslocamentos?, afirmou.

Fonte: g1, www.g1.com.br