Ex-guarda é condenado por matar ex-sogra em Minas

Crime aconteceu na casa da vítima, em 2007

O ex-guarda municipal Anderson da Silva foi condenado a 18 anos e oito meses de prisão, em Minas Gerais, acusado de tentar matar a ex-noiva e de assassinar a mãe dela em dezembro de 2007. Os crimes ocorreram na casa das vítimas, no bairro Aparecida.

Durante a sessão, realizada no 1.º Tribunal do Júri de Belo Horizonte, a vítima relatou como era o seu relacionamento como réu. Ela disse que, com o passar do tempo, Anderson começou a demonstrar uma personalidade violenta. A mulher afirmou que, durante o tempo em que estiveram juntos, o réu agrediu o pai dela e, em outra ocasião, bateu em um amigo dela.

Após o término do relacionamento, ele passou a ligar para a ex-namorada forçando encontros, sob a ameaça de que iria se matar. Com medo, a mãe passou a buscá-la todos os dias no serviço. Em dezembro de 2007, ele invadiu a casa onde as vítimas moravam e atirou contra a ex-noiva e a mãe dela. Anderson está preso na Penitenciária Dutra Ladeira, em Ribeirão das Neves, região metropolitana de Belo Horizonte.

Fonte: R7, www.r7.com