Ex-jogador acusado de matar a ex-mulher e sequestrar o próprio filho é preso na Bahia

Um delegado do município comunicou a prisão à polícia da capital paulista na tarde de ontem

A polícia prendeu na manhã desta quarta-feira (25) o ex-jogador de futebol, Janken Ferraz Evangelista, de 29 anos, que é suspeito de ter matado a ex-mulher, Ana Cláudia Silva e Melo, no domingo (22), e sequestrado o próprio filho, de 1 ano e 8 meses.

De acordo com o delegado Marcos Carneiro, do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) de São Paulo, Evangelista foi detido pela Polícia da Bahia e levado para Teixeira de Freitas, no interior baiano. Um delegado do município comunicou a prisão à polícia da capital paulista na tarde desta quarta-feira. A criança foi localizada, ainda segundo Carneiro, com a avó paterna. O menino passa bem.

O delegado Neles Araújo Junior, coordenador da Polícia Civil em Teixeira de Freitas, afirmou ao G1 que o suspeito foi preso na divisa da Bahia com Minas Gerais, mas ainda em um município baiano ? ele não soube dizer o nome da cidade. Por volta das 17h15, a mãe do jovem e a criança estavam na delegacia de Teixeira de Freitas. Segundo a polícia, a criança passa bem.

O suspeito será levado para a divisão de homicídios de Salvador, capital da Bahia. O foco da polícia agora, segundo o delegado do DHPP, é trazer o ex-jogador para São Paulo, onde ele teve a prisão preventiva decretada pela Justiça.

O irmão da jovem assassinada, Odair Bezerra da Silva, disse que a família já foi comunicada sobre a localização do menino. ?Nós já entramos em contato com um advogado para ver quais os procedimentos para pegar a criança?, afirmou.

Para o tio, o ideal seria que o menino ficasse na casa dele ? onde a criança morava com a mãe ? por um tempo ao retornar para São Paulo. Apesar de admitir estar feliz com a localização do sobrinho, ele disse não estar totalmente tranquilo. ?O alívio total vai ser quando ele estiver aqui.?

Assassinato

O ex-jogador é considerado suspeito de ter matado a ex-mulher, que tinha 18 anos. Ela foi achada morta dentro do apartamento em que morava, no Jardim da Saúde, na Zona Sul da capital paulista. Ele aparece em imagens do circuito interno saindo do prédio com o filho, que estava desaparecido.

Imagens do circuito interno do prédio mostraram a jovem, o filho e o ex-marido após a volta do jogo entre Corinthians e Santos. Quarenta minutos depois, mais um registro. O suspeito aparece abotoando a camisa que havia acabado de trocar. E, dessa vez, está só com o filho, sem Ana Cláudia.

A polícia investiga o que aconteceu nesse intervalo de tempo. A mulher que, segundo a família, já sofria com as agressões do ex-marido, foi assassinada com uma faca de cozinha e encontrada no banheiro de empregada do apartamento.

Fonte: g1, www.g1.com.br