Ex-médico condenado a 278 anos de prisão tem liberdade negada

O ex-médico Roger Abdelmassih é considerado foragido.

A Justiça de São Paulo negou pedido de habeas corpus para o ex-médico Roger Abdelmassih, condenado em 2010 a 278 anos de prisão por estuprar pacientes. Segundo o Tribunal de Justiça, a decisão da 6ª Câmara foi proferida nesta quinta-feira (15).


Ex-médico condenado a 278 anos de prisão tem liberdade negada

Ainda de acordo com o TJ, a defesa de Abdelmassih poderá recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Abdelmassih ficou preso apenas entre os dias 17 de agosto e 24 de dezembro de 2009, durante a fase processual. Isso porque o então presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, concedeu ao ex-médico o direito de responder em liberdade. Por causa dessa liminar, que ainda não tem uma decisão definitiva, o condenado ficou em liberdade.

Em janeiro de 2011, Abdelmassih pediu renovação de seu passaporte à Polícia Federal. Por causa da possibilidade de fuga, teve pedido de prisão concedido pela Justiça. Desde então, é considerado foragido.

Fonte: G1