Ex-namorado é principal suspeito de assassinar funcionária pública em SP

O corpo dela será sepultado na tarde desta quinta-feira (22) no Cemitério São Paulo, em Pinheiros.


Ex-namorado é principal suspeito de matar funcionária pública em São Paulo

A funcionária da Justiça Federal Sônia Takako Ioshi, 55 anos, morreu após ser baleada em frente ao prédio onde morava, na Vila Mariana, zona sul de São Paulo, na manhã de quarta-feira (21). Segundo a Polícia Civil, o principal suspeito é o ex-namorado da vítima, de 58 anos.

De acordo com a polícia, o ex-namorado teria esperando a funcionária pública sair do edifício para ir trabalhar. Ela caminhou aproximadamente 30 metros até ser baleada na cabeça. Funcionários de um Pet Shop prestaram os primeiros socorros. Sônia foi levada para um hospital, mas morreu horas depois.

O corpo dela será sepultado na tarde desta quinta-feira (22) no Cemitério São Paulo, em Pinheiros.

Ainda segundo a polícia, a filha da vítima não reconheceu, nas imagens de circuito interno, o autor dos disparos como o ex-namorado da mãe. O suspeito deve se entregar ainda nesta quinta-feira, no 6º Distrito Policial, onde o caso está sendo investigado.

Fonte: r7