Suspeito de espancar ex teria tentado enforcá-la três dias antes

Suspeito de espancar ex teria tentado enforcá-la três dias antes

Suspeito também atropelou várias vezes e matou amiga da ex-namorada. Natailson já tinha histórico de violência registrado na Polícia Civil.

A jovem Danielle Moraes de Castro, que foi espancada pelo ex-namorado Natailson José Ribeiro na madrugada de domingo (31) em São Vicente, no litoral de São Paulo, revelou que o rapaz já havia tentado matá-la na quinta-feira (28), quando ela resolveu dar um fim ao relacionamento. Três dias depois, Natailson atropelou e matou Andressa Nayara da Silva, a jovem de 16 anos que defendeu Danielle do espancamento.

Danielle conta que quando ela resolveu terminar o namoro com o Natailson, na quinta-feira, ele não aceitou e tentou matá-la dentro do carro, em Santos. "A conversa foi dentro do carro dele. Depois que falei que ia terminar ele pegou umas ruas diferentes e foi para a Zona Noroeste. Em seguida ele estacionou e começou a me enforcar. Eu consegui abrir a porta, saí correndo e entrei em um ônibus", explica.

Segundo a Polícia Civil, Natailson já apresentava um histórico de violência, registrado em boletins de ocorrência na cidade de Cubatão (SP). Em 2010, o ex-namorado de Danielle foi detido por embriaguez ao dirigir, depois de ter agredido uma mulher em uma festa de casamento. O carro em que o acusado estava era o mesmo utilizado no domingo para atropelar a adolescente Andressa e o ex-sogro.


Ex-namorado tentou enforcar jovem antes de espancá-la

Mais recentemente, em 2012, Natailson se envolveu em outro caso de violência por conta do fim de um relacionamento. A então namorada dele terminou o namoro, o suspeito não aceitou e, dias depois, tentou agredí-la na saída do trabalho, ameaçando-a de morte. Com a aproximação de populares, acabou fugindo, mas duas semanas depois foi até a casa dela, mais uma vez dizendo que a mataria.

Na segunda-feira (1°), a polícia pediu a prisão temporária de Natailson. O suspeito deve ser indiciado por homicídio triplamente qualificado, pela morte de Andressa; e por dupla tentativa de homicídio, da Danielle e do ex-sogro. O pai da ex-namorada já foi ouvido, mas outros depoimentos devem ser colhidos nesta terça-feira (2).

O caso

O crime ocorreu na Rua Libânia de Lima Crock, no bairro Vila Margarida, por volta das 5h30. Danielle Moraes de Castro, de 18 anos, terminou o namoro com Natailson José Ribeiro, de 30 anos, na quinta-feira (28), por estar cansada de apanhar dele. Inconformado, ele foi até a casa da ex-namorada e começou a bater nela, em frente à sua residência.

Uma amiga de Danielle, Andressa Nayara da Silva, de 16 anos, passou pelo local e resolveu intervir, discutindo com Natailson. Nesse momento, a ex-namorada entrou e pediu ajuda para o pai, um servente de 39 anos. O rapaz saiu de carro mas voltou em seguida, em alta velocidade, e atropelou Andressa. Ele chegou a dar ré e passar várias vezes com o veículo sobre a vítima. O ex-sogro ainda tentou socorrer a colega de sua filha, mas também foi atingido pelo automóvel. O suspeito fugiu em seguida.

Andressa não resistiu e morreu a caminho do hospital. O pedreiro e sua filha foram socorridos no Hospital Municipal de São Vicente e não correm risco de morte. Natailson continua foragido, mas o carro utilizado no crime foi localizado pela polícia na Rua Eduardo Dias Coelho, no bairro Esplanada dos Barreiros. No pneu do veículo foram encontrados vestígios de pele e cabelo. Em um dos bancos havia restos do buquê de flores que o rapaz levou para a ex-namorada. O caso foi registrado no 1° Distrito de São Vicente.

Fonte: G1