Ex-presidiário é acusado de atear fogo em quarto de hospital no PI

Ele já tem passagens pela Casa de Custódia e assassinou o tio em 2003

O ex-presidiário Ivan Dias de Sousa, 29 anos, ateou fogo em uma sala comercial no prédio Wilton Rocha, na manhã desta segunda-feira (05) no centro de São Raimundo Nonato.

O acusado se trancou dentro da sala, colocou móveis na frente da porta para evitar que alguém entrasse e colocou fogo em colchões. Durante o incêndio, o acusado tentou suicídio ao se jogar pelo buraco do ar-condicionado.

Segundo informações do delegado Heverton Ferrer, titular da delegacia de São Raimundo Nonato, Ivan Dias sofre de problemas psicológicos e toma remédio controlado. Ele é acusado de assassinar um tio em 2003 e já tem passagens pela Casa de Custódia, Vereda Grande e área psiquiátrica do Hospital Aerolino de Abreu em Teresina.

Ainda segundo o delegado, ele também ateou fogo em um quarto do Hospital Regional de São Raimundo Nonato. ?Pedimos a internação para o Aerolino de Abreu e ele já foi preso várias vezes, mas não teve solução. Dentro da cela, é uma ameaça para os outros detentos?, disse o delegado Heverton.

Fonte: André Moura, meionorte.com