Ex-presidiário é assassinado com tiro nas costas no Piauí

Abelardo informou que ao ser alvejado pelas costas, Raimundo Nonato caiu da bicicleta que conduzia

O ex-presidiário Raimundo Nonato da Silva, 25 anos, foi assassinado com um tiro nas costas, por volta das 20:00 h último domingo (18), quando trafegava de bicicleta na estrada que liga o Val Paraíso ao bairro Paraibinha, Picos. Raimundo Nonato tinha várias passagens pela polícia, por crimes como roubo e furto, tendo recebido liberdade provisória do Presídio José de Deus Barros recentemente.

De acordo com o delegado do 2° DP de Picos, Abelardo Oliveira, Raimundo Nonato, acusou ainda em vida, Dionísio Carvalho, também conhecido da polícia picoense, como autor de roubos e de outro homicídio. Ele também cumpriu pena na Penitenciária José de Deus Barros e residia no Parque de Exposição.

Abelardo informou que ao ser alvejado pelas costas, Raimundo Nonato caiu da bicicleta que conduzia, e tentou fugir caindo novamente em um matagal na beira da estrada. Algumas pessoas ouviram os tiros e chamaram a polícia. Ao chegar ao local, os policiais ainda encontraram a vítima com vida, que antes de morrer, acusou Dionísio Carvalho de ter executado os disparos.

Dionísio Carvalho estava de carona em uma motocicleta, fato que o permitiu fazer os disparos e fugir rapidamente do local. Abelardo conta que por saberem de quem se trata, a polícia está no encalço do ex-presidiário, que se encontra foragido. Abelardo mencionou que o homicídio pode estar relacionado entre brigas de facções criminosas na cidade.

Fonte: Riachão Net