Ex-secretário é achado morto dentro de porta-malas de carro

O desaparecimento do ex- secretário foi informado à Polícia Civil na noite de quarta-feira.

O ex-secretário da Fazenda de Maringá (420 Km a noroeste de Curitiba) Luiz Antônio Paolicchi, 48, foi encontrado morto na noite de quinta-feira (27) no distrito rural de Floriano. Em 2000, ele foi condenado por desvios de dinheiro público e chegou a cumprir pena.

O corpo de Paolicchi foi encontrado no porta-malas de seu carro, um Fiat Idea, do qual havia notificação de furto, segundo a polícia. O desaparecimento do ex- secretário foi informado à Polícia Civil na noite de quarta-feira.

O ex-secretário estava amarrado, com sinais de tortura e recebeu diversos tiros, de acordo com a polícia. Não foram levados nem cartões de crédito nem R$ 155 em dinheiro que estavam com a vítima, o que leva a Polícia Civil a descartar a hipótese de latrocínio.

Condenado por desvio de R$ 500 milhões

Paolicchi, que trabalhou em três administrações municipais de Maringá, foi condenado pelo desvio de R$ 500 milhões dos cofres públicos municipais.

Em 2000, na administração de Jairo Gianoto (PSDB), o Ministério Público do Paraná iniciou investigações que levaram à prisão de Paolicchi e de Gianoto, pelos desvios de mais de R$ 100 milhões.

Somadas as participações do ex- secretário nas administrações anteriores , Said Ferreira (então no PMDB) e Ricardo Barros (PP), na década de 90 passada, os desvios chegaram a R$ 500 milhões.

Paolicchi chegou a cumprir quatro anos e sete meses de prisão e tinha uma dívida de R$ 1, 8 milhão com a Fazenda pelos crimes de sonegação fiscal.

O ex- secretário era conhecido na região de Maringá pelo estilo de vida luxuoso e de ostensiva demonstração de riqueza.

Fonte: UOL