Extorsão: Garota de programa chantageia cliente e pede R$ 10 mil

Iane Silveira Melo chegou a ser presa, mas foi solta no outro dia.

Image title

Nesta quarta-feira (25) a polícia do Rio de Janeiro informou que a  garota de programa Iane Silveira Melo, de 22 anos, poderá  ser indiciada por extorsão e chantagem. A modelo, que chegou a ser presa, foi liberada no dia seguinte. 

O delegado responsável pelo caso, Eronides Alves, explica que a modelo chantageou um cliente, pedindo R$ 10 mil para que não contasse  nada sobre o programa.

"Ela começou a chantageá-lo. Primeiro, exigiu R$ 2.500 para que não contasse sobre o programa à esposa da vítima. Ele entregou o dinheiro, mas Iane pediu mais R$ 2.500. Alguns dias depois, exigiu mais R$ 5 mil em troca do silêncio, totalizando R$ 10 mil. Nesse momento, ele foi até a delegacia. Acredito que ela tenha pesquisado tudo sobre a vida dele nas redes sociais, pois sabia o nome da esposa e que tinha um bebê", disse. 

Image title

A chantagem foi feita através de mensagens trocadas pelo  aplicativo WhatsApp. Em uma das conversas, ela exige determinada quantia em dinheiro e ameaça: "Sua paz vale mais que isso?". Em outro trecho a garota de programa diz que viu o bebê da vítima na tentativa de intimidá-lo: "Vai ser um baybe (bebê) lindo, né? Assim espero". 

Iane Silveira Melo utilizava um site de acompanhantes para anunciar seus serviços. Em seu perfil, disponível no tal site, a modelo cobrava R$ 200 por cada programa. No entanto, segundo o delegado, Iane Silveira negou tudo e foi 'arrogante' durante o depoimento. 

"Ela negou as acusações, de forma bastante arrogante. Afirmou que não conhecia a vitima. No entanto, encontramos em seu celular as mesmas fotos que estavam no site de acompanhantes e o número era o mesmo com o qual a vítima mantinha contato", acrescenta.

Image title

Image title




Fonte: Com informações do Extra