Falsos policiais atacam blindado no Ceará

Em apenas seis dias de outubro, dois carros-fortes já foram atacados

Quatro homens armados de pistola assaltaram, na tarde de ontem, um carro-forte da empresa Corpvs que abastecia a lot?rica Timba?ba, situada no cruzamento das ruas Azevedo Bol?o e Jos? Sombra, na Parquel?ndia. Os bandidos, dois deles fardados com uniformes da Pol?cia Militar, fugiram em um Corsa Sedan vinho, levando um malote contendo R$ 48 mil. Foi o d?cimo primeiro assalto desse tipo este ano e o sexto em menos de um m?s.

Em apenas seis dias de outubro, dois carros-fortes j? foram atacados.

O ?ltimo assalto ocorreu na sexta-feira (3), quando os bandidos roubaram o carro-forte da empresa Brinks e fugiram levando um malote com R$ 100 mil. O caso ocorreu na porta do supermercado P?o de A?car, no Bairro de F?tima.

Ontem, novamente, a a??o foi r?pida, contudo uma hora antes de atacar o blindado, os tr?s homens tomaram o Corsa usado no assalto no momento em que uma funcion?ria do Hospital do C?ncer, chegava ao local de trabalho, localizado na Rua Monsenhor Furtado, no Rodolfo Te?filo.

Sob a mira de pistolas e do pretexto de uma revista no ve?culo, ela e um funcion?rio do hospital foram obrigados a entrar no carro e acompanhar os assaltantes at? o momento da a??o criminosa. Segundo o relato dos ref?ns, ap?s o roubo, os bandidos passaram a seguir o carro-forte em v?rios locais, desde o momento em que o blindado estava parado em frente ? Maternidade-Escola Assis Chateaubriand, no mesmo bairro. Eles acompanharam o momento em que o carro-forte parou na ag?ncia da Caixa Econ?mica, situada na Avenida Bezerra de Menezes.

Ali poderia ter ocorrido o assalto, mas os bandidos decidiram n?o agir naquele momento. Somente quando os vigilantes pararam em frente ? lot?rica, na Rua Jos? Sombra com Azevedo Bol?o, o grupo armado decidiu agir.

Nesse momento, os dois bandidos que estavam vestidos com uniformes da PM (de soldado e de capit?o) desceram do ve?culo. Em seguida, o outro comparsa desceu segurando a m?e da ref?m. Ele entrou na lot?rica fingindo ser um cliente, enquanto os outros dois ficaram na retaguarda. Na hora em que o vigilante desceu do blindado com o malote, eles anunciaram o assalto e renderam os outros dois. Um deles foi atingido com uma coronhada na cabe?a, pelo bandido vestido com farda de oficial da PM, enquanto o outro que estava com a ref?m tomou o malote.

As v?timas relataram que deitaram no ch?o e n?o viram mais nada. Na fuga, houve troca de tiros, mas ningu?m foi atingido. As marcas do tiroteio estavam no blindado e na porta de um estabelecimento comercial vizinho ? lot?rica. Pelo menos 30 perfura?es ? bala podiam ser vistas na porta.

De acordo com o relato de testemunhas, antes de anunciar o assalto, os bandidos que estavam com uniformes da PM, chegaram a conversar amenidades com os vigilantes, que teriam gritado no momento em que foram rendidos: ?Eu n?o disse que era assalto?.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br