Família de menina morta por tiro do Bope protesta com ‘festa"

Família de menina morta por tiro do Bope protesta com ‘festa"

"Festa de aniversário" para menina morta em Costa Barros

A família de Bruna da Silva Ribeiro - que morreu após levar um tiro na barriga durante uma operação do Bope, em 27 de julho - organizou uma festa pelo 11º aniversário da menina. A reunião acontece neste sábado, na quadra do Morro da Quintanda, em Costa Barros, onde ela morava. A ideia é fazer um protesto pela morte de Bruna. Esse seria seu 11º aniversário.

- Ela adorava ficar mais velha, já começava a falar sobre isso bem antes do dia chegar. Vamos ter shows de cantores evangélicos, brigadeiro, tudo como ela gostava. Também é uma homenagem - conta o pai, Ademir Santos Ribeiro, de 36 anos.

Na quarta-feira, a família de Bruna e o Movimento Rio de Paz entraram com uma ação na Justiça para pedir uma indenização ao Estado, já que a menina morreu durante uma ação policial.

- Não estamos dizendo que o tiro partiu do Bope. Mas, mesmo que a perícia exima os policiais da culpa, o Estado tem responsabilidade. Afinal, a morte aconteceu durante uma operação nas férias escolares, por volta de 12h30m, quando dezenas de crianças brincavam na rua - afirma o presidente do Rio de Paz, Antonio Carlos Costa.

O objetivo da ação é conseguir tratamento psicológico imediato para a família, além do pagamento de pensão e de danos morais . O valor pode chegar a dois mil salários mínimos por familiar.

- Eu estava descendo pro mercado e vi o ?caveirão? subindo o morro. Eles nem saíram do carro e começaram a atirar. A gente entende o trabalho da polícia, mas acaba sobrando pra quem não tem nada com a história. Minha mulher ainda chora todo dia ? lamenta Ademir.

Fonte: Extra