Família achada morta tinha comportamento estranho, diz vizinho

Os quatro moravam no local havia cerca de seis meses

No último domingo (8), a rotina da tranquila rua Ciro Monteiro, no Parque Mirante da Mata, em Cotia, Grande São Paulo, foi alterada. As crianças não estavam brincando na rua como de costume e uma multidão ocupava a via e impedia a passagem de carros. Os vizinhos, curiosos, não podiam acreditar no acontecido. Um casal e os dois filhos pequenos foram encontrados mortos dentro de casa. A principal suspeita da polícia é que todos tenham sido envenenados pelo pai que, na sequencia, teria cometido suicídio.

Os quatro moravam no local havia cerca de seis meses. A casa, alugada, divide terreno com mais três residências. No entanto, pouca gente conhecia a família. Vizinhos e moradores da rua relataram que o casal era recluso e não ?era muito de papo?.

Mariara, 21 anos, mora na casa ao lado da que viviam Claudinei Pedrotti Júnior, de 39 anos, e sua mulher, Suelen Cristina da Silva, de 26 anos. Segundo Mariara, os dois eram discretos e não eram de conversar muito. Os filhos, de sete e dois anos, também não costumavam aparecer.

? Não ficavam muito na rua. Não víamos muito a mulher, nem as crianças.

Moradora e dona de uma venda na rua, Luciana Pontes, confirma que o casal era quieto e pouco conhecido. Segundo ela, até mesmo a informação de que Claudinei era casado foi uma surpresa. O homem era visto diariamente por Luciana, mas ela nunca havia visto a mulher dele.

? Muito estranho, um casal que não se enturmava. Ele não era de buteco, não faltava com respeito com ninguém, mas não era de conversa. As crianças, se estudavam, não era nas escolinhas daqui. A mulher eu vi pela primeira vez na televisão, depois dessa tragédia.

Luciana conta, ainda, que chegou a entrar na casa em que a família morava logo depois que os corpos foram encontrados. Segundo ela, o imóvel possui dois quartos, uma cozinha, uma sala e um banheiro e praticamente não possuía móveis.

? Não tinha sofá, era muita bagunça e tinha muito brinquedo no chão. Uma casa sem móveis, com tudo velho. Ali estava faltando tudo.

A polícia acredita que dificuldades financeiras do casal levaram a um desequilíbrio emocional e ao envenenamento da família. Ainda de acordo com a polícia, os dois teriam um salão de beleza que não estaria indo bem.

Fonte: r7