Família de estudante baleado pede que não criem boatos

Família de estudante baleado pede que não criem boatos

Ruan não mais responde aos estímos da família

Uma parente do universitário Ruan Pedreira, 21, identificada por Jackeline Nobre, durante entrevista à rede Meio Norte, no programa Agora, solicitou que todas as informações sobre o caso somente sejam embasadas no que disser a família da vítima. A vítima era acadêmico do 9o período do curso de Engenharia.

Ruan foi baleado no último sábado, na Avenida Maranhão, quando comemorava a vitória da seleção brasileira.

Segundo Jackeline, muitas informações, repassadas de forma indevida estão provocando choque e pânico na família. ?Eu peço, por favor, não divulguem informações equivocadas sobre o estado de saúde do Ruan. Tudo isso gera um turbilhão de coisas. Eu estou à disposição para qualquer informação. Parente e amigos vêm desesperados quando sai uma informação errada.? Ela confirma ainda que o estado de saúde do acadêmico é gravíssimo. ?Ele não respondeu aos estímulos quando tentamos falar com ele.?.

O coronel Lídio, da Polícia Militar, afirma que o local onde aconteceu o episódio é perigoso e que o policiamento vai continuar ostensivo para evitar novos casos. ?O local é perigoso, e estamos fazendo policiamento. Nós estamos aonde está o povo. O caso dele foi um fato isolado e nós vamos solucionar esse problema, apesar das nossas limitações".

O planejamento da ação da polícia existiu para todos os jogos da Copa do Mundo. Onde tem festa, a Polícia Militar está presente, dando segurança a todos. Já apreendemos armas, já prendemos pessoas. Quem for para as ruas para se divertir a polícia vai fazer a segurança, mas quem estiver na rua para praticar crimes a polícia vai combater, o mal não poderá vencer o bem. Quem for bagunçar, ou cometer qualquer delito será combatido pela polícia, pode ter certeza!?

MATÉRIAS RELACIONADAS

Estudante é atingido por bala perdida na hora do jogo na Avenida Maranhão

Universitário atingido por tiro na zona sul pode ter morte encefálica

Fonte: Denison Duarte