Família vai à polícia contra fotos de menina morta no Hopi Hari circularem na internet

Família vai à polícia contra fotos de menina morta no Hopi Hari circularem na internet

Fotos são fortes e mostram os ferimentos e as escoriações que a garota sofreu logo depois da queda

A família da garota Gabriela Yukari Nichimura, de 14 anos, morta após cair de um brinquedo do parque Hopi Hari, no dia 24 de fevereiro, cobra que a Polícia Civil investigue os responsáveis pela divulgação de imagens da menina morta pela internet.

As fotos, que começaram a circular em redes sociais após o acidente, são fortes e mostram os ferimentos e as escoriações que a garota sofreu logo depois da queda do brinquedo La Tour Eiffel.

O caso foi registrado nesta quinta-feira (8) no 78º Distrito Policial, nos Jardins, em São Paulo. O advogado Ademar Gomes, que defende a família, afirma que cabem processos contra as pessoas que divulgaram as imagens e contra os sites e redes sociais que as hospedaram.

A família está constrangida com a divulgação das fotos, em especial os pais, "que se encontram abalados em razão da tragédia ocorrida", segundo o boletim de ocorrência. O advogado exige que as imagens sejam retiradas do ar.

"A divulgação das fotos viola o ECA [Estatuto da Criança e do Adolescente]. A família está sofrendo muito, não tenha dúvidas", afirma Gomes.

Depoimento

Dois supervisores da área de manutenção do Hopi Hari, parque que fica em Vinhedo, na região de Campinas, no interior de São Paulo, devem prestar depoimento sobre o caso à polícia na tarde desta quinta ao delegado titular de Vinhedo, Álvaro Santucci Noventa Júnior.

O parque está fechado desde sexta-feira (2) e a previsão é que seja reaberto no dia 12. No entanto, segundo o acordo, o fechamento pode ser prorrogado por mais dez dias, se o Ministério Público julgar necessário. A vistoria nos brinquedos, feita por equipes do Corpo de Bombeiros, do Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea) e da Promotoria, teve início na segunda-feira (5).

Morte

A adolescente Gabriela Nichimura estava com os pais no parque. O laudo da morte aponta que ela sofreu politraumatismo severo. O corpo da adolescente foi enterrado em Guarulhos no sábado (25).

Fonte: EGO