Feto é encontrado sem membros e queimado no PI

Feto é encontrado sem membros e queimado no PI

Uma mulher de iniciais R. de M. S., maior de idade e casada, foi apontada como a “mãe” do feto.

Um feto foi encontrado na zona rural de Piripiri. Ele estava com apenas a cabeça, 90 % do tronco e um dos membros superiores (o braço direito). Indícios mostraram que atearam fogo no feto.

Uma mulher de iniciais R. de M. S., maior de idade e casada, foi apontada como a ?mãe? do feto. Segundo o investigador da Polícia Civil João Alfredo, partes do feto e da placenta foram encontradas ainda dentro da mulher após exames realizados no Hospital Regional de Piripiri.

R. de M. revelou ser dela o feto, que este era do sexo feminino, que seu marido não sabia da gravidez (de 6 meses, segundo ela, mesmo com a perceptível maturidade do feto, desproporcional à apenas um semestre de gestação), que já tem 3 filhos, não queria mais outro, mas não teria tomado nada para provocar o aborto. Quando este aborto aconteceu, ela disse ter colocado o feto dentro de um saco e jogado no lixo, mas que, apesar dos inícios da Polícia, negou ter ateado fogo nele.

A Policia Civil de Piripiri desvendou o caso através da SIG pelo chefe de investigação João Alfredo, com apoio dos agentes Daenio Castro e Lucimar. O Delegado Gustavo, titular da delegacia de Piripiri, vai presidir o inquérito.

Fonte: Piripiri Repórter