Filha abusada diz que pai preferia ter relações com ela do que com a mãe

De acordo com a vítima, o pai dizia que a relação sexual era melhor do que com a mãe da menor.

Abusada sexualmente pelo próprio pai, a adolescente C., hoje com 17 anos, disse que ele a elogiava durante os encontros. De acordo com ela, o pai dizia que a relação sexual era melhor do que com a mãe da menor.

Já separado da mãe da vítima, Marcos de Resende Damascena, de 39 anos, foi preso na quarta-feira (21), em Campinas, onde morava.

? Ele chegou até a falar que a relação que ele tinha comigo era melhor do que com a minha mãe.

Os assédios começaram em 2010, quando a menina tinha 14 anos. A relação durou quase três anos. De acordo com a jovem, ela recebeu um beijo na boca quando estava na casa da avó paterna.

? Ele foi botando a mão, fazendo carícias. No início eu não podia falar com ninguém, então eu me sentia muito estranha. Ele era a única pessoa com quem eu poderia conversar sobre o assunto, e, mesmo assim, era constrangedor.

De acordo com o titular da DCAV (Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima), Marcelo Maia, o pai tentou conquistar a confiança da menina até que conseguir ter a primeira relação sexual com ela. Ela diz que eles passaram a se comportar como namorados e que a menina passou a ter uma relação de amante com o pai.

A jovem disse que a companheira do pai foi a primeira a descobrir a relação dos dois. Ela não teria denunciado o crime à polícia por medo.

? A gente estava tendo relações no escritório dele. A mulher dele, eu acho, estava ouvindo pela porta e bateu, mas a gente demorou a abrir. Depois que a gente abriu a porta ela viu que eu estava vermelha.

O crime foi denunciado pela irmã mais velha da jovem. Damascena já havia respondido processo por abuso à menina em 1998, quando ela tinha dois anos. Na ocasião, ele acabou inocentado por falta de provas.



Fonte: r7