Filho agride mãe é perdoado e volta para mata-lá

Os vizinhos escutaram gritos e chamaram a polícia

Luiz Ademir Pedroso Dias, de 58 anos, foi preso na cidade de Gravataí, em Porto Alegre, acusado de espancar a mãe até a morte.

Os vizinhos escutaram gritos vindo da residência e chamaram a polícia, ao chegar no local policiais encontraram o corpo da aposentada Corina Pedroso caído no chão.


Luiz Ademir Pedroso Dias (Crédito: REPRODUÇÃO)
Luiz Ademir Pedroso Dias (Crédito: REPRODUÇÃO)


O que chama atenção, é que horas antes do crime, dona Corina ligou para a Brigada Militar e informou que o filho estava muito agressivo, sob efeito de álcool e drogas. Quando os policiais chegaram ao local, a mãe do acusado resolveu perdoar o filho e não quis registrar a ocorrência, mesmo com a insistência dos oficiais. A relação entre mãe e filho nunca foi das melhores. Os dois moravam sozinhos numa casa e as brigas eram constantes.

e foi liberado: " Como a pena de desacato é muito pequena, não cabe prisão em flagrante. Então tivemos que liberá-lo." disse o delegado.

Ao voltar para casa, Luiz começou a agredir a aposentada que foi espancada até a morte.

O acusado chegou à delegacia algemado e com sinais de embriaguez: "Se ela tivesse registrado a ocorrência contra o filho antes, provavelmente ele teria sido preso em flagrante e a morte poderia ter sido evitada." afirmou o delegado.

Abalados, os vizinhos não quiseram comentar a relação entre os dois.

Luiz já tinha passagens na polícia por porte de drogas, ameaça e desacato. O homem foi preso em flagrante por homicídio e levado ao presídio central, em Porto Alegre.

Fonte: Com informações do R7