Filho do cineasta Eduardo Coutinho é denunciado pelo MP por matar seu pai

Filho do cineasta Eduardo Coutinho é denunciado pelo MP por matar o pai e tentar assassinar a mãe

O Ministério Público estadual denunciou, na última quarta-feira, Daniel de Oliveira Coutinho, de 41 anos, filho do cineasta Eduardo Coutinho, por homicídio e tentativa de homicídio, ambos qualificados (com emprego de veneno, fogo, explosivo, asfixia, tortura ou outro meio cruel). Daniel é acusado de ter matado o próprio pai, e tentado assassinar a mãe, Maria das Dores Coutinho na casa da família, no Jardim Botânico, Zona Sul, no dia 2 de fevereiro deste ano. O juiz Fabio Uchôa, da 1ª Vara Criminal, recebeu ontem a denúncia.


Filho do cineasta Eduardo Coutinho  denunciado pelo MP por matar o pai

O MP solicitou ainda à Justiça que seja instaurado o chamado ?incidente de insanidade mental? de Daniel, no qual peritos vão avaliar se o acusado sofre de distúrbios psicológicos. O pedido, no entanto, foi questionado por Uchôa, que pediu à promotoria outros esclarecimentos sobre a necessidade da avaliação psicológica de Daniel nessa etapa do processo.

A hipótese de Daniel sofrer de problemas mentais foi levantada pelo delegado Rivaldo Barbosa, da Divisão de Homicídios (DH), com base em depoimentos prestados por vizinhos da família. Um deles disse, por exemplo, que Daniel afirmou, após o crime, ter libertado o pai e tentado libertar a mãe. O acusado também falava palavras desconexas após ter matado os pais, num aparente surto. Mas o próprio delegado afirmou que ele não tinha como afirmar que o acusado realmente tinha distúrbios.

Ouvido pela DH, Daniel confessou o crime. Ele aplicou dois golpes de faca na própria barriga após esfaquear os pais. O acusado chegou a ficar internado no Hospital municipal Miguel Couto, na Gávea, mas já foi transferido para o Complexo de Gericinó, na Zona Oeste.

Fonte: Extra