Filho drogado é perdoado, volta para casa e agride mãe até a morte

A mulher perdoou o filho que a matou assim que chegou em casa.

Um homem identificado como Luiz Ademir Pedroso Dias, de 58 anos, foi preso após ser acusado de agredir a própria mãe chamada Corina Pedroso até a morte na cidade de Gravataí, em Porto Alegre. De acordo com informações, a relação entre os dois sempre foi conturbada já que moravam juntos na mesma casa.

Horas antes do assassinato, a vítima ligou para a polícia informando que o filho estava muito agressivo sob o efeito de álcool e drogas. Quando a polícia chegou no local, a mulher sentiu pena e resolveu perdoar o filho, não registrando o boletim de ocorrência. Ela alegou que queria que o filho fosse internado e não preso.

Na hora da ocorrência, o acusado desacatou os policiais e foi preso. Em seguida prestou depoimento e foi liberado. “A pena de desacato é pequena, não cabe uma prisão severa, então tivemos que liberá-lo”, afirmou a delegada.

Ao voltar para casa, no mesmo dia, o acusado não pensou duas vezes e começou a agredir a mãe até a morte. Os vizinhos escutaram os gritos e chamaram a polícia, mas quando a guarnição chegou no local a mulher já tinha vindo a óbito. “Se ela tivesse registrado a ocorrência, ele estaria preso e ela estaria viva”, disse a delegada.

O homem foi preso em flagrante por homicídio e levado ao presídio central.

Homem sob efeito de drogas e alcool (Crédito: Reprodução)
Homem sob efeito de drogas e alcool (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do R7