Filho e nora são suspeitos de espancar idosa

Gravações de pedreiro levaram à prisão de suspeitos

A polícia no Paraná prendeu o filho e a nora de uma idosa de 92 anos. O casal é suspeito de espancá-la regularmente há pelo menos dois meses, em Pontal do Paraná.

Um pedreiro, que trabalhava na casa ao lado, chegou a gravar os gritos que ouvia.

?Você é uma nojenta, fica com a roupa desse jeito, ainda vem reclamar, acha que tem direito de reclamar. Vagabunda (...) Não presta mais. A senhora de boba não tem nada", diz uma mulher na gravação.

O pedreiro fez as gravações durante os últimos dois meses. ?Eu não conseguia trabalhar, ficava nervoso e comecei a gravar. Colocava o celular no canto e fazia as gravações?, conta.

Segundo o delegado José Antônio de Oliva, a polícia já sabia das agressões. ?Nós tivemos três denúncias anteriores. O problema é que quando a gente chegava lá, nós nós não constatávamos. Ao contrário, das vezes que entramos na casa, verificamos que a casa era higienicamente alinhada, confortável. Era uma situação atípica para nós", diz o delegado.

Se condenados, o filho e a nora podem pegar até 16 anos de prisão pelos crimes de violência doméstica, maus-tratos e tortura.

Médicos do IML confirmaram que a idosa apresentava lesões causadas por agressão. Ela foi encaminhada para um asilo.

Fonte: g1, www.g1.com.br