Filho que matou e bebeu o sangue do próprio pai vai ter acompanhamento especial no presídio

Filho que matou e bebeu o sangue do próprio pai vai ter acompanhamento especial no presídio

Delegado ainda quer que Edvaldo Antônio dos Reis seja transferido para uma prisão "adequada"

O homem que matou e bebeu o sangue do próprio pai vai ter acompanhamento psicológico especial na prisão. Edvaldo Antônio dos Reis, de 28 anos, foi preso em flagrante após assassinar José Antônio dos Reis a pauladas e experimentar o sangue da vítima.

Segundo o delegado José Eduardo Domingos Gonçalves, que ouviu o depoimento do criminoso, Edvaldo é inimputável, ou seja, não tem condições de ser julgado.

? Ele tem problemas psíquicos, é claramente alterado.

O policial pediu para o detento ficar sob observação médica. Ele ainda quer que o rapaz seja transferido para uma penitenciária ?que tenha o aparato necessário para atender esse tipo de preso?, provavelmente em Montes Claros ou Francisco Sá.

Edvaldo foi encontrado pela Polícia Militar logo após o crime, conversando com os vizinhos como se nada tivesse acontecido. Sem arrependimentos, ele confessou "tranquilamente" aos militares os detalhes sobre o que havia feito com o pai e afirmou que passou o dedo no sangue que caía da cabeça dele para experimentar.

A irmã do jovem afirma que ele sofre de esquizofrenia há seis anos,se recusava a fazer tratamento e já havia ameçado o pai diversas vezes. O delegado conta que ainda não há um laudo que comprove a doença.

? Ele tinha um acompanhamento médico e recebia remédios fortes, segundo uma enfermeira.

De acordo com o policial, do momento da prisão até a condução à cadeia, Edvaldo ?não se alterou em momento algum?.

Fonte: r7