Filhos de servidora da ADAPI morta a com um tiro prestam depoimento no PI

Filhos de servidora da ADAPI morta a com um tiro prestam depoimento no PI

Francisca Iones de Sousa, de 45 anos, foi morta com um tiro da testa dentro do escritório em Santo Antônio do Lisboa

Os cinco filhos da servidora da ADAPI (Agência de Defesa Agropecuária ) Francisca Iones de Sousa, de 45 anos, morta com um tiro da testa dentro do escritório em Santo Antônio do Lisboa, foram prestar depoimento na Delegacia Geral, em Teresina. Autoridades que defendem os direitos das mulheres estiveram presentes, trazendo faixas em protesto contra a violência contra a mulher.

O principal suspeito seria o ex-genro de Francisca Iones, ex-marido de Patrícia, uma de suas filhas. Segundo a própria família, Patrícia teria sofrido violência doméstica durante anos por parte do ex-marido, com quem tem três filhos. Iones teria prestado queixas contra o rapaz, tanto na polícia como no Ministério Público, e lutava junto com a filha pela guarda dos netos. A suspeita, então, é de que seja um crime motivado por vingança.

Os outros filhos de Iones temem por suas vidas, e foram à delegacia também para pedir por proteção policial, que já havia sido concedida a Patrícia. Segundo uma das filhas, que não quis ser identificada, Francisca Iones não tinha problemas com ninguém dentro da cidade, exceto o ex-genro. "Minha mãe, para defender a vida dos filhos e dos netos, teve que pagar com a própria vida", disse.

Fonte: Andrê Nascimento