Foragido da Major César é morto em acerto de contas

Foragido da Major César é morto em acerto de contas

Três tiros atingiram a vítima. As balas atingiram as paredes e uma porta de ferro

Jose Kelson Rocha dos Santos, 27, foi executado a tiros no conjunto Deus Quer, zona sudeste de Teresina, nesta quinta-feira, 24. Eram dois os acusados, um deles estava armado e chamou pelo nome da vítima, que foi alvejada com três tiros.

Kelson já tinha passagem pela polícia por tráfico de drogas e furto, passou um tempo na Casa de Custódia e tinha fugido da penitenciária Major César há 15 dias. Em função da droga, a vítima causou prejuízos incalculáveis às vitimas que atacava e à sua família.

?A mãe dele pediu para que o assassino não atirasse. Kelson correu para o quarto da mãe dele e eles ficaram atirando. Ela pediu novamente que não atirassem porque havia criança na casa. O assassino não quis saber e ameaçou atirar na mãe de Kelson também?, contou a uma testemunha.

O acusado afirmou que a causa da morte era um acerto de contas. ?Nós não queremos dinheiro dele, nós queremos é a vida dele?, disse ele ao receber da mãe da vítima uma proposta de pagamento da dívida do filho.

As marcas de bala estão nas paredes e na porta de ferro. ?Eu disse que aqui estava cheio de criança e pedi a ele que fosse embora.

De acordo com a mãe de Kelson, ele estava envolvido com drogas desde os 14 anos. A vítima estava foragido da penitenciária há 15 dias. ?Eu estava pressentido esse acontecimento. Já estava com três dias que eu não comia nada?, conclui.

Fonte: Denison Duarte