Fotógrafo da Rede Globo é assassinado com 10 tiros de fuzil no Rio de Janeiro

Fotógrafo da Rede Globo é assassinado com 10 tiros de fuzil no Rio de Janeiro

Segundo o delegado Pablo Rodrigues, que foi até o local, nenhuma hipótese está descartada

O fotógrafo Márcio Alexandre de Souza, de 36 anos, foi morto com pelo menos dez tiros de fuzil, no início da tarde de sábado, em São Cristóvão, quando voltava para casa acompanhado do filho de 11 anos. Como a vítima levava uma vida tranquila, o crime chocou familiares e amigos de trabalho. Ele prestava serviço à Rede Globo há mais de cinco anos, fotografando programas e novelas. A Delegacia de Homicídios assumiu as investigações.

Segundo o delegado Pablo Rodrigues, que foi até o local, nenhuma hipótese está descartada, nem mesmo a de assalto. Mas ele preferiu não revelar uma linha inicial de investigação. O assassinato aconteceu na esquina das ruas General Almério de Moura e General Padilha, em um dos acessos ao Morro do Tuiuti.

Márcio, que era casado e tinha dois filhos, estava voltando de São Januário, onde acompanhara o filho I., de 11 anos, num jogo da escolinha de futebol. Pouco depois do meio-dia, eles caminhavam para casa, com outras duas crianças, colegas de time, quando dois homens teriam se aproximado em uma moto e começado a atirar de fuzil e pistola.

Testemunhas afirmam que um homem em outra moto estava na cobertura. Há duas versões: a de que ele teria sido acusado por traficantes do Tuiuti de passar informações para a polícia; e de uma suposta confusão envolvendo segurança do Vasco, que teria ocorrido ontem de manhã.

Cunhado de Márcio, Douglas Carvalho acredita que o fotógrafo tenha sido confundido. ?Só podem ter confundido ele, porque o Márcio não fazia mal a ninguém?, desabafou, na porta do IML. ?Ele estava feliz, vestindo a camisa da Seleção para ver o jogo com amigos. O filho ficou apavorado. Foi uma vizinha que o ajudou. Ele nem sabe ainda que o pai morreu?, completou. Até as 22h30, a Rede Globo ainda não havia se pronunciado sobre o crime.

Fotos do elenco de ?Passione?

Evangélico, pai de dois filhos, Márcio tinha a fotografia no sangue. Seu pai, Sérgio de Souza, que morreu recentemente, trabalhou em grandes veículos de comunicação. Márcio era muito querido dentro da Rede Globo. Ele trabalhava no Projac, em Jacarepaguá.

Em março passado, viajou para a Itália para acompanhar as gravações da novela ?Passione?, na região da Toscana e em Roma, junto com artistas estrelados, como Tony Ramos, Leandra Leal, Aracy Balabanian, Daniel de Oliveira e Reynaldo Gianechini, entre outros atores.

?Era um cara sempre tranquilo, batalhador. Todo mundo gostava dele aqui. É muito chocante essa notícia?, desabafou uma colega da emissora.

Vizinhos também lamentaram o assassinato de Márcio, mas a maioria preferiu manter a distância. ?Ouvimos os tiros, foram muitos, mas ninguém vai colocar a cabeça na rua para ver o que está acontecendo, né?! Soubemos que havia duas motos e que a ordem teria sido do morro, mas ninguém sabe o que aconteceu, de fato?, contou uma senhora, ainda assustada com os tiros quase na porta de casa, que pediu para não ser identificada.

Fonte: O Dia Online-RJ