"Fui possuído", diz padrasto suspeito de estuprar criança de 1 ano no AP

Homem estava sozinho com a criança na noite do episódio.

José Nilson dos Santos Sena, de 18 anos, foi preso na noite de quarta-feira (12) suspeito de abusar sexualmente do enteado de 1 ano e 2 meses. Em declaração, ele alegou estar "possuído pela bebida" na noite de sexta-feira (7) em uma casa localizada no bairro Perpétuo Socorro, Zona Norte de Macapá, onde morava com a mãe do menino, uma adolescente de 17 anos. "Eu fui possuído pela bebida, não sei o que aconteceu", declarou. O laudo pericial foi pedido pela Polícia Civil nesta quinta-feira (13).



Em depoimento, a mãe conta que encontrou a criança chorando e com marcas de sangue nas costas e na perna por volta de 21h de sexta-feira. Ela levou o filho para o hospital no dia seguinte. Os médicos suspeitaram do estupro, a alertaram, e ela garantiu que iria denunciar o companheiro. Contudo, a denúncia só foi realizada cinco dias depois do episódio, quando a jovem levou novamente o filho para receber atendimento médico, explicou a delegada Elza Nogueira, que atendeu o caso.

José Nilson disse que estava sozinho na residência cuidando do enteado quando começou a ingerir bebida alcoólica.

Denúncia

?O menino estava passando mal e os médicos viram que ele poderia ter sofrido o abuso. A mãe foi avisada e disse que iria denunciar imediatamente. Quando ela chegou na casa dela, viu que os moradores já sabiam da situação e estavam tentando ?linchar? o homem [suspeito], foi aí que ela ligou para a polícia?, informou a delegada. ?Ela [mãe] deixou o garoto sozinho com o agressor na residência. Depois que ele [suspeito] foi preso, confessou logo em seguida?, relatou.

Indignação

A avó da vítima, de 45 anos, contou ter saído às pressas do município de Itaubal, a 246 quilômetros da capital para cuidar do neto. "Quando eu soube da notícia me desesperei. Fui no hospital e procurei meu netinho em todos os quartos, até encontrar. Agora, eu quero justiça e que ele [suspeito] pague da pior forma possível pelo que fez", indignou-se.

A diretora do Pronto Atendimento Infantil, Joelma Silva, informou que a criança ?chora muito, teve retenção de líquido e ainda poderá passar por cirurgia, se assim decidir a equipe médica?.

O suspeito está preso no Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (Ciosp) do bairro Pacoval e posteriormente será conduzido ao Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen).

Fonte: G1