Funcionário da OAB é morto a tiros ao defender a filha grávida

O crime aconteceu na madrugada deste domingo (11) no bairro de Cruz das Armas, em João Pessoa.

A violência não para em João Pessoa. Dessa vez um funcionário da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional da Paraíba, foi assassinado com um único tiro na perna quando tentava proteger a filha grávida de um homem suspeito de estupro. O crime aconteceu na madrugada deste domingo (11) no bairro de Cruz das Armas, em João Pessoa.

Carlos Antônio Filipe, de 43, após participar da festa de aniversário da neta no bairro de Cruz das Armas, voltava para casa em companhia da filha identificada apenas por Juscelânia. Ao chegarem em sua residência foram surpreendidos por dois homens. O assassino é conhecido da família e foi identificado por Francinaldo. O acusado é o principal suspeito de um estupro presenciado pela filha da vítima. O funcionário da OAB ao perceber de quem se tratava tentou evitar o assassinato da filha grávida, mas foi atingido com um tiro na perna.

Carlos Antônio foi socorrido para o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena na Capital, mas não resistiu ao ferimento e morreu no hospital.

Já a jovem foi socorrida para o Complexo Hospítalar Tarcísio Burity em Mangabeira com um tiro na coxa e seu estado é regular.

O acusado fugiu após os disparos e continua foragido.

Fonte: Portal Correio