Homem pega prisão perpétua por sequestro e tentativa de homicídio

David Russell foi condenado à prisão perpétua pelo sequestro calculado e tentativa de homicídio de Maricar Benedicto, de 19 anos



David Russell foi condenado à prisão perpétua pelo sequestro calculado e tentativa de homicídio de Maricar Benedicto, de 19 anos. Russell fingiu ser uma celebridade na rede para seduzir e tentar matar a americana que havia conhecido pelo Facebook. Ele era funcionário da rede de fast food McDonald?s.

O inglês de 20 anos, morador de Northampton, usava um perfil falso no Facebook, passando-se por Oliver Sykes, líder da banda de rock Bring Me the Horizon. Ele admitiu o sequestro e a tentativa de assassinar a moça em 2010.

A acusação acumulou provas que revelavam que o rapaz havia procurado na internet por ?maneiras de matar alguém com as próprias mãos e como cortar a pele com uma faca? um dia antes da moça chegar ao Reino Unido.

Maricar Benedicto viajou para Northampton para conhecer Russell no dia 1º de abril de 2010. Ele a levou para a floresta Harlestone Firs onde a vendou e tentou matá-la, cortando sua garganta. Mesmo ferida, Maricar conseguiu escapar e pedir ajuda. Mais tarde, forneceu o nome e o endereço de Russell a imigração o que levou a Justiça a condená-lo.

A Justiça de Northampton considerou Russell ?excepcionalmente perigoso? e que prisão perpétua ?era a única sentença apropriada? levando em conta os agravantes do caso, como a falsidade ideológica. Segundo o juiz Charles Wide, Russell apenas poderá considerar ser libertado após ter cumprido uma pena mínima de 17 anos e meio, no entanto, não acredita que isso irá ocorrer.

A defesa declarou que Russell apresenta autismo, não possui nenhum antecendente semelhante e que esse foi ?claramente um caso trágico?.

?Trágico sobretudo para a vítima, mas também para Russel que por 19 anos, até esse momento, levava uma vida tranquila e era trabalhador. Ele é um homem perturbado, muito jovem, que cometeu um ato em circunstancias bizarras. Não acontecerá de novo?.

Fonte: techtudo.com.br